Compartilhar

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

CULTURA

LABORATÓRIO CYL GALINDO FAZ NOITES DE CANTORIA, VIOLÃO E POESIA EM BUÍQUE
Programação acontece nesta quarta (7) e quinta-feira (8) e traz artistas regionais consagrados

Com a presença de Alexandre Morais e Elenilda Amaral (Afogados da Ingazeira), Dayane Rocha, Genildo Santana e Gonga Monteiro (Tabira) e coordenação de Dedé Monteiro, é que tem início a programação do Laboratório de Autoria Literária Cyl Galindo, do Sesc Ler Buíque, de dezembro.  Os poetas protagonizam a mesa de glosas “Na centelha do improviso”, que acontece na Escola de Referência em Ensino Médio Duque de Caxias, nesta quarta-feira (7), a partir das 15h30.

O projeto, que prevê a formação literária e a promoção da cultura local, traz ainda na quarta-feira uma noite de cantorias “Nas veredas do repente”, com Dimas Fernandes (Buíque) e Rinaldo Aleixo (Tupanatinga). A apresentação acontece a partir das 19h, desta vez na Praça Vigário João Inácio.

Já na quinta-feira (8), Chico Pedrosa (Guarabira-PB) e Talis Ribeiro (Maceió-AL) apresentam o recital “São feitos da mesma lavra”, às 19h, também na Praça Vigário João Inácio. Toda a programação é gratuita.

Serviço
Laboratório de Autoria Literária Cyl Gallindo
Dia 7 | Mesa de Glosas (15h30) - Escola de Referência em Ensino Médio Duque de Caxias
Nas veredas do repente (19h) – Praça Vigário João Inácio
Dia 8| Violão e poesia (19h) - Praça Vigário João Inácio
Informações: (87) 3855.2230Gratuito



FRAUDE

MPPE INVESTIGA CONTRATOS DE EMPRESA DE EMPRESA DE FACHADA COM PREFEITURAS DO ESTADO
Investigada na Operação Terra Arrasada, a RU Veras possui R$ 36 milhões em contratos com municípios de Pernambuco. Empresa participou de esquema de fraudes em Ribeirão

A nova fase da Operação Terra Arrasada constatou que a empresa de fachada envolvida no crime que levou o prefeito de Ribeirão, Romeu Jacobina Figueiredo (PR), à prisão - a RU Veras - possui contratos que ultrapassam R$ 36 milhões com outras prefeituras do estado. Os convênios estão agora sob investigação do Ministério Público de Pernambuco para a detecção de possíveis fraudes. As informações foram divulgadas nesta segunda em coletiva de imprensa na sede do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com apoio da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE).

"Quando abrimos o Portal da Transparência e colocamos o CNPJ da RU Veras, verificamos que durante o ano de 2016 essa empresa realizou contratos com outros municípios do estado. Então, se havia uma prática dessa empresa para armar um esquema criminoso na prefeitura de Ribeirão, as outras prefeituras e os outros contratos terão de ser investigados", explicou o procurador de Justiça Ricardo Lapenda. O MPPE não detalhou quais e nem quantos municípios estão sob investigação.

Durante a apuração no município de Ribeirão, o MPPE averiguou que a RU Veras, de propriedade do empresário Romero Urquiza Veras, possui CNPJ, mas é considerada "de fachada". "A sede da empresa é um escritório minúsculo, em uma galeria, e que não tem a mínima capacidade técnica para executar o serviço de coleta de lixo e de transporte público escolar", pontuou o procurador. Além de ter subcontratado "caçambeiros" para a executar as atividades estabelecidas junto à prefeitura, a empresa possui apenas oito ônibus e dois carros do tipo passeio para realizar as atividades acordadas via licitação.


A operação teve início com a investigação de fraudes envolvendo o prefeito de Ribeirão, Romeu Jacobina Figueiredo (PR), que permanece preso. O prejuízo ao erário do município, já divulgado anteriormente, foi avaliado em R milhões, em consequência da atuação criminosa do republicano, da RU Veras e dos demais envolvidos no caso.



quarta-feira, 30 de novembro de 2016

EDUCAÇÃO

PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO FACILITA ACESSO AO ENSINO SUPERIOR EM BUÍQUE
Uma bolsa de estudo é a chave para muitas pessoas ingressarem em instituições particulares sem precisar pagar o valor integral da mensalidade. Para facilitar o acesso ao ensino superior, o programa Mais Bolsas está disponibilizando, para o semestre 2017.1, descontos de até 50% em cursos de pós-graduação, que irão beneficiar mais de 500 Buiquenses.

Por meio de parcerias com mais de 10 mil instituições, como a Wpós e Grupo Educa Mais EAD, o programa concede bolsas de estudo nas modalidades presencial e à distância para todo o país. Entre os cursos oferecidos em Buíque/PE estão Enfermagem do Trabalho, Gestão Pública e Direito Civil.

Para o gerente do Mais Bolsas, José Araújo, o desejo de obter um diploma ou realizar uma especialização está cada vez mais presente e o programa pode ser a solução para quem não tem condições de pagar uma mensalidade integral. “As pessoas têm consciência da competitividade do mercado de trabalho em meio à crise econômica e vêm buscando uma qualificação profissional. O Mais Bolsas existe justamente para oportunizar esse acesso”, afirma Araújo.


Para se inscrever gratuitamente, basta acessar www.maisbolsas.com.br, escolher a cidade, o curso e a instituição pretendida. As bolsas de estudo são limitadas, mas o candidato pode ser aprovado de imediato, caso haja vaga disponível. Mais informações podem ser obtidas por meio do SAC, chat, redes sociais ou Central de Atendimento, nos telefones 4007-2209, para capitais e regiões metropolitanas, ou 0800 002 5854, para as demais localidades.


quinta-feira, 24 de novembro de 2016

CULTURA



CABOCLINHO PERNAMBUCANO É O NOVO PATRIMÔNIO CULTURAL DO BRASIL

O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural aprovou nesta quinta-feira, 24 de novembro, o pedido de registro do Caboclinho pernambucano, durante sua 84ª reunião que ocorre na sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Brasília. Na parte da tarde, o Conselho avalia os pedidos para tombamento de quatro bens no Estado do Rio de Janeiro.

A manifestação cultural dos grupos de Caboclos, ou Caboclinho – conhecida principalmente por suas atividades no carnaval pernambucano – e datada desde o final do século XIX, simboliza a memória do encontro cultural e da resistência sobretudo das populações indígenas e também dos povos africanos escravizados, que reverberam profundamente na história do nordeste rural brasileiro.

As estruturas dramáticas em sua performance artística, que reúnem elementos de dança e música, reelaboram narrativas de guerreiros e heróis, sendo capazes de conectar a vida cotidiana ao elemento mítico do caboclo brasileiro. A prática marcada por uma forte presença religiosa afro-indígena-brasileiras está ancorada principalmente no culto à Jurema, com entidades espirituais denominadas Caboclos. Os instrumentos musicais são outra singularidade da expressão cultural, sendo o Caracaxá e a Preaca, por exemplo, exclusivos dos Caboclinhos.

O pedido de Registro para o Caboclinho ao Iphan foi apresentado pela Secretaria de Cultura do estado de Pernambuco, com a anuência dos representantes e membros da comunidade desse bem cultural.

Caboclinho
A geografia do Caboclinho compreende uma área que vai de Pernambuco ao Rio Grande do Norte. A ocorrência dos Caboclinhos se estende pelos estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte, ficando como referência para proposta de Registro a Região Metropolitana de Recife e a Zona da Mata Norte de Pernambuco.
Como entre tantas expressões da cultura popular, a transmissão de saberes no Caboclinho está atrelada à observação e à prática, orientada pela transmissão oral de conhecimentos dos mais antigos na manifestação para os mais jovens.

A performance dos caboclinhos ocorre geralmente nas ruas com indumentária específica e sendo composta por dança e música características e singulares e, em alguns grupos, um recitativo ou drama, podendo essa estrutura variar a partir do tipo de apresentação – no desfile carnavalesco, nos ensaios, ou nos palcos e apresentações públicas.

A dança, cujo movimento básico se denomina “manobra”, é executada pelos participantes, que se apresentam, geralmente, em duas filas, cada um deles portando uma preaca (adereço/instrumento musical, em forma de arco e flecha), também denominado brecha ou flecha.
A música apresenta uma sonoridade singular, tanto pelos instrumentos empregados – alguns exclusivos do Caboclinho – quanto pelos aspectos musicais (ritmos, melodias etc), propriamente ditos.

A indumentária e os adereços dos caboclinhos são emplumados e ornamentados com muito brilho. O aspecto religioso dos Caboclinhos está muito vinculado aos fundamentos do culto da Jurema, e sua identidade associada às entidades espirituais dos “caboclos”.

Para a Superintendente do Iphan em Pernambuco, Renata Duarte Borba, os grupos de Caboclinhos integram um importante conjunto de formas de expressão características da Zona da Mata de Pernambuco, juntamente com o Frevo, o Maracatu Nação, o Maracatu de Baque Solto e o Cavalo-Marinho – estes já registrados como Patrimônio Cultural do Brasil.

Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural

O Conselho que avalia os processos de tombamento e registro é formado por especialistas de diversas áreas, como cultura, turismo, arquitetura e arqueologia. Ao todo, são 23 conselheiros, que representam o Instituto dos Arquitetos do Brasil – IAB, o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios - Icomos, a Sociedade de Arqueologia Brasileira – SAB, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Ibama, o Ministério da Educação, o Ministério das Cidades, o Ministério do Turismo, o Instituto Brasileiro dos Museus – Ibram, a Associação Brasileira de Antropologia – ABA, e mais 13 representantes da sociedade civil, com especial conhecimento nos campos de atuação do Iphan.

Serviço:

84ª Reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural
Dia: 24 de novembro de 2016, de 9h às 18h
Local: Sede do IPHAN
SEPS 713/913 Bloco D – Ed IPHAN – Asa Sul
Brasília – DF

Com Informações da Assessoria de Comunicação Iphan

EDUCAÇÃO



PROGRAMA EDUCA MAIS BRASIL OFERECE BOLSAS DE ESTUDO EM BUÍQUE

No semestre de 2017.1, em Buíque. Os descontos são de até 70% e há oportunidades para diversos níveis de escolaridade.

Estão abertas as inscrições para bolsas de estudo em Pernambuco, o programa contempla estudantes de Buíque e cidades vizinhas.


Quem procura por cursos com preços mais acessíveis em faculdades particulares vai encontrar para esse semestre de 2017.1 muitas oportunidades. Isso porque o Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional do país, está selecionando estudantes que não podem pagar 100% da mensalidade nestas instituições de ensino, para beneficiá-los com bolsas de estudo de até 70% de desconto.

O programa conta com a adesão de mais de 15 mil instituições parceiras e inscreve estudantes de todas as regiões do país. Ao todo no estado, são mais de 39.084 mil bolsas de estudo para 2017.1. Em Buíque, as oportunidades são para Graduação, Pós-Graduação, Idiomas, Preparatório para Concursos, Cursos Profissionalizantes e Pré-Vestibular/Enem. Mas o programa também atende a população das cidades vizinhas, sendo possível verificá-las no site.

Sobre as oportunidades disponíveis, a Diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil, Andréia Torres, salienta: "no cenário atual do país, com desemprego em alta e instabilidade econômica, é desafiador fazer investimentos, mas é preciso ser otimista e não deixar se intimidar por isso. Busquem a educação, ela é um meio de favorecer o acesso ao emprego”.

Para ser contemplado, o candidato precisa atender a alguns critérios estabelecidos no regulamento do Programa, entre eles o de não poder pagar a mensalidade integral, identificado por meio da análise socioeconômica. Além de ser levada em consideração a impossibilidade de pagar o valor total, também é avaliada a condição de pagar uma parte da mensalidade.  

Para se candidatar é preciso realizar a inscrição, por meio do site: www.educamaisbrasil.com.br Mais informações podem ser obtidas na central de atendimento pelos telefones 4007-2020 para Capitais e Regiões Metropolitanas ou 0800 724 7202 para demais localidades.

Fonte: Laís Oliveira
Assessora de imprensa do Educa Mais Brasil


quarta-feira, 23 de novembro de 2016

MARCANTE



Caminhoneiro que fez greve contra Dilma chora de arrependimento: hoje ganho menos e não quero trabalhar até os 65 anos
O fim do governo Dilma Rousseff foi marcado por greves de caminhoneiros pedindo sua saída. Rodovias foram bloqueadas, estradas fechadas e o pedido era um só: "fora, Dilma".

O caminhoneiro Bruno Marques de Souza, de São Marcos - RS,diz estar frustrado com o presidente Michel Temer (PMDB). “Ele se envolveu com corruptos e não anunciou nenhuma medida a favor dos trabalhadores", desabafa.

Bruno, que participou de uma greve em novembro de 2015, conta que comemorou o Impeachment de Dilma com amigos mas que muitos estão mudando de opinião. "A gente era feliz e não sabia, antes não faltava trabalho, agora as coisas estão difíceis", conta.

A maior frustração de Bruno, no entanto, não é por conta da crise, e sim pelas atitudes do presidente. Temer apoia a reforma previdenciária que aumenta a idade mínima de aposentadoria para 65 anos.

"E essa reforma dele? Ele se aposentou aos 55 e quer que eu fique dirigindo até os 65 anos? Assim não dá". Neste momento da entrevista, Bruno derrama algumas lágrimas e desabafa: "eu achei que o problema era o PT, mas agora tá muito pior".

O caminhoneiro, de 33 anos, disse não ter esperanças de que as coisas melhorem. "Só vai piorar, esse presidente é pior que o Aécio. Eu votei na Dilma, não votei nele. Me arrependi, confiei nesse presidente e gostaria de voltar atrás. Não me meto mais com política", desabafa, antes de encerrar a entrevista.
 "Chegou um frete, é pouco mas tem que aproveitar".

Fonte: Plantão Brasil 


 

terça-feira, 22 de novembro de 2016

CIDADES



PROJETO DE SUPLEMENTAÇÃO É APROVADO EM BUÍQUE COM 07 VOTOS A FAVOR DE 05% CONTRA 05 VOTOS FAVORÁVEIS AOS 10% NA MANHÃ DESTA TERÇA-FEIRA 22/11


Enviado à câmara de vereadores do município de Buíque desde julho deste ano o Projeto de Suplementação Orçamentária foi apresentado em agosto consecutivo para a votação em plenário. Desde então vinha se arrastando ao longo dos meses subsequentes com a falta de alguns eventuais vereadores para completar o quadro de votação.

Definida no seu Projeto Original em 10% e sem que houvesse a descrição de quê e em quais setores, para quê seriam destinados eventuais valores, ou seja, sem que houvesse uma definição e explicação, o Plenário da Câmara questionou o devido uso. Sendo assim, sem que houvessem obtidos uma resposta do executivo municipal, os vereadores aprovaram por 07 votos a favor dos 05% na manhã desta terça, o projeto de Suplementação Orçamentária enviada pelo prefeito Jonas Camelo (PSD) de Buíque, contrariando o projeto Original e assim, cortaram os valores pela metade. Foram 05 votos a favor dos 10% como definidos originalmente

Os 05 vereadores a favor dos 10% do Projeto de Suplementação Orçamentária foram: Rômulo Camelo, André de Toinho, Ernani Neto, Damião Tomé e Edil França.
Os vereadores que votaram a favor dos 05% do Projeto de Suplementação Orçamentária foram: Dodó, Peba da Rebeira, Peba do Carneiro, Anísio de Dedé, Daydson Amorim, Paulinho da Saúde e Melque do Catimbau que deu parecer decisivo aos embargos de metade dos recursos para o final da gestão atual.

A sessão foi acompanhada de perto pelo Promotor de Justiça o Dr. Henrique do Rego Maciel Solto Maior e teve a participação de representantes e presidentes de associações, professores e pensionistas, muitos funcionários públicos, teve princípios de tumulto que foram contidos.

O esperado era que houvesse um empate na votação que seria no mínimo desempatado pelo Presidente da Câmara o Vereador Felix José da Silva (Felinho da Serrinha do DEM), mas para a surpresa de todos, o Vereador Melque do Catimbau deu as cartas e encerrou a polêmica da Suplementação.

Agora resta esperar que depois de votado o Projeto que foi aprovado em 05% e seguirá para o Gabinete do Prefeito Jonas Camelo para ser assinado e assim o município terá disponível para fazer uso que será acompanhado pelo Promotor de algo em torno de R$ 4,5 milhões devendo pagar aos Aposentados e pensionistas que há 02 meses não receberam, o 13º em atraso além de pagar a folha de funcionários efetivos do município.

Ainda durante a sessão da Câmara de vereadores, fomos informados que os funcionários de cargos comissionados já começaram a receber do município. Não esquecendo que muitos dos funcionários contratados já foram exonerados de seus respectivos contratos.





Link

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...